Imagem Técnica Sonora na Documentação Radiofônica

Autores

  • Eduardo Vicente Universidade de São Paulo - USP
  • Rakelly Calliari Schacht Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27859

Palavras-chave:

Comunicação, Documentação radiofônica, Imagem sonora

Resumo

Este artigo procura investigar a relação da documentação radiofônica, mais especialmente do gênero feature, com os aparelhos que possibilitaram a criação de imagens técnicas sonoras fixadas em suporte. Com base no referencial teórico ofertado por estudiosos do som como Pierre Schaeffer (2002, 2010, 2017) e Rodolfo Caesar (2012, 2020), e na filosofia proposta para a fotografia por Vilém Flusser (2009) e Roland Barthes (2012), busca-se identificar os elementos fundamentais que aproximam o rádio documental do universo imagético do cinema e da fonografia. Por meio de revisão bibliográfica revisita-se este diálogo, constatando-se a necessidade de um reconhecimento do estatuto imagético do som. Conclui-se que tal reconhecimento deve ser levado em conta no desenvolvimento de formas criativas de documentação sonora.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Vicente, Universidade de São Paulo - USP

Professor associado do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais e do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da ECA-USP. Coordenador do MidiaSon: Grupo de Estudos e Produção em Mídia Sonora.

Rakelly Calliari Schacht, Universidade de São Paulo - USP

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da ECA-USP, é jornalista com atuação em rádio, mídias sonoras e comunicação organizacional, membro do grupo MidiaSon.

Referências

ARNHEIM, Rudolf. Rundfunk als Hörkunst. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2001.

BAITELLO JUNIOR, Norval. A era da iconofagia: reflexões sobre a imagem, comunicação, mídia e cultura. São Paulo: Paulus, 2014.

BARTHES, Roland. A câmara clara: nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

BRAUN, Peter Leonhard. [Entrevista concedida a Tereza Reková]. Transcrição em três volumes de 11, 13 e 7 páginas. Escritório Prix Europa, Berlim, 11 e 12 abr. 2017.

BRAUN, Peter Leonhard. [Entrevista concedida a Rakelly C Schacht]. Áudio em wav, 1h39min. International Feature Conference, Cork (Irlanda), 10 abr. 2019.

BRAUN, Peter Leonhard. 8 Uhr 15, Operationssaal III, Hüftplastik(SFB/BR/WDR – 50 min). Áudio na versão original, roteiro original em alemão e tradução em inglês. Berlin: ARD, 1970.

BRAUN, Peter Leonhard. Emancipation of sound. Conferência no Third Coast Festival. Chicago, 2007. Disponível em: http://www.thirdcoastfestival.org/explore/feature/emancipation-of-sound. Acesso em: 13 mar. 2017.

BRECHT, Bertolt. Teoria do rádio (1927-1932). In: MEDITSCH, Eduardo. Teorias do Rádio: textos e contextos. Tradução de Regina Carvalho e Valci Zuculoto. Florianópolis: Insular, v. 1, 2005.

CAESAR, R. O som como imagem. In: IV Seminário Música Ciência Tecnologia: fronteiras e rupturas, 2012, São Paulo. São Paulo: ECA-USP, v. 1. p. 255-262, 2012.

CAESAR, R. Som não é uma coisa em si, e sim o transporte de coisas que vazam. Revista Música, Universidade de São Paulo. São Paulo, p.297-308, jul. 2020.

CARRASCO, Claudiney. Trilha musical: música e articulação fílmica. 1993. Dissertação (Mestrado em Cinema). Universidade de São Paulo. São Paulo: 1993.

CARRASCO, Claudiney; CHAVES, Renan Paiva. O pensamento sonoro-visual de Walter Ruttmann e a música de Berlim, Sinfonia de uma metrópole (1927). Revista Digital de Cinema Documentário, n. 12, 2012, p. 22-58.

CHION, Michel. A audiovisão. Som e imagem no cinema. Lisboa: Texto & Grafia, 2011.

COSTA, Fernando Morais da. O som no cinema brasileiro: revisão de uma importância indeferida. Tese. (Doutorado em Comunicação Social), Univesidade Federal Fluminese, UFF, Rio de Janeiro: UFF, 2006.

EISNER, Lotte. Walter Ruttmann schneidet ein Film – Hörspiel. Film Kurier, Berlin, 1930. In: GOERGEN, Jeanpaul. Walter Ruttmann. Eine Dokumentation. 1989.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta. Ensaios para uma futura filosofia da fotografia. Rio de Janeiro: Sinergia RelumeDumará, 2009.

GARCIA, Denise Hortência Lopes. Modelos perceptivos na música eletroacústica. 1998. XX f. Tese. (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Faculdade de Comunicação, PUC-SP. São Paulo, 1998.

GARCIA, Sérgio Freire. Alto-, alter-, auto-falantes: concertos eletroacústicos e o ao vivo musical. 1998. f. Tese. (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Faculdade de Comunicação, PUC-SP. São Paulo: 2004.

GUERRINI Jr., Irineu. O rádio dramatiza a realidade: Estados Unidos e Brasil (1938-1973). Relatório de Pesquisa de Pós-Doutorado. São Paulo: ECA/USP, 2016.

FARABET, René. Realité Ficción. In: Breféloge du coup de tonnerre et du bruit loge du coup de tonnerre et du bruit d'ailes. Phonurgia Nova, 1994, p.75-88.

HENDY, David. Painting with Sound: The Kaleidoscopic World of Lance Sieveking, a British Radio Modernist. In: Twentieth Century British History, v. 24, n. 2, 2013, p. 169–200. SUSSEX, 2013.

KEIGHTLEY, Keir. ‘Turn It down!' She Shrieked: Gender, Domestic Space, and High Fidelity, 1948-59. Popular Music, v. 15, n.2, 1996, p. 149-177.

KOPETZKY, Helmut. Objektive Lügen SubjektiveWahrheiten. Radio in der Ersten Person. Münster: Edition Octopus, 2013.

KRAUSCHE, Valter. Na pista da Canção: primeiros passos de uma dança maior. Trilhas, revista do Instituto de Artes. Ano 1, nº. 1. Campinas: Unicamp, 1987, p. 77-92.

MADSEN, Virginia. Radio and the documentary imagination: thirty years of experiment, innovation, and revelation. The Radio Journal – International Studies in Broadcast and Audio Media 3: 3, pp.189-198. 2005.

MADSEN, Virginia. “Your ears are a portal to another world”.In: HILMES, Michele e LOVIGLIO, Jason (Ed.). Radio´s New Wave: Global Sound in the Digital Era p.126 – 144). Taylor & Francis, 2013.

MARCHI, Leonardo de; LADEIRA, João Martins. Ecos da modernidade: uma história social da indústria fonográfica no Brasil 1900-1930. E-Compós, v. 17, nº. 2, 2014, p. 1-16.

MENDES, Eduardo Simões dos Santos. Walter Murch: a revolução no pensamento sonoro cinematográfico. Tese. (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Faculdade de Comunicação, Universidade de São Paulo, ECA-USP. São Paulo: 2000.

MEDITSCH, Eduardo. O rádio na era da informação. 2.ed. Florianópolis: Editora UFSC / Insular, 2007.

MURCH, Walter. Esticando o Som para ajudar a Mente a Ver. Publicado originalmente no The New York Times, em 1º out. 2000. Tradução publicada pelo Centro Técnico Audiovisual Decine/Funarte.

RUNOW, Tanja. Von der Welt erzählen in vielen Stimmen. Polyphonie im deutschen Radio-Feature. Dissertação. (Mestrado em Literatura Geral e Comparada) - Universität Berlin, Berlin: 2007.

SANTOS, Gustavo Nascimento dos. Um cinema para os ouvidos: mapeando o radiodocumentário. Dissertação. (Mestrado em Meios e Processos Audiovisuais) – Faculdade de Comunicação, Universidade de São Paulo – ECA/USP. São Paulo: 2016.

SCHACHT, Rakelly Calliari. O rádio autoral vence fronteiras: a emancipação do som em Glocken in Europa. In: [Trabalho apresentado no Grupo de Trabalho de História da Mídia Sonora]. 11º Encontro Nacional de História da Mídia. São Paulo, 2017.

SCHACHT, Rakelly Calliari. Sound design de cinema e o filme acústico radiofônico: aproximações metodológicas. In: [Trabalho apresentado Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora]. 43º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Salvador (Virtual), 2020.

SCHAEFFER, Pierre. Ensaio sobre o rádio e o cinema: estética e técnica das artes-relé 1941 – 1942. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

SCHAEFFER, Pierre. De la musique concrète à la musique même.Paris: Mémoire du livre, 2002.

SCHAEFFER, Pierre. Treatise on Musical Objects. An essay across disciplines. Tradução de Christine North e John Dack. Oakland, California: University of California Press, 2017.

TÜRCKE, Cristoph. Sociedade excitada: filosofia da sensação. Campinas, SP: Unicamp, 2010.

TRUTAT, Alain.Considérer la radio comme un des beaux-arts. [Entrevista a AgatheMella]. France Culture, 1987.

VENTURA, Dalia. O mistério das gravações de voz humana feitas 3 décadas antes de Thomas Edison. BBC News Mundo. 16 mar. 2021.

VICENTE, E. A música popular e as novas tecnologias de produção Digital. Dissertação. [Mestrado em Sociologia] – Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas – Universidade de Campinas - Unicamp. Campinas: 1996.

WIERZBICKI, James. Film Music: a history. New York: Routledge, 2009.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Vicente, E., & Calliari Schacht, R. (2022). Imagem Técnica Sonora na Documentação Radiofônica. Revista Eco-Pós, 25(1), 158–179. https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27859