Áudio imersivo em narrativas jornalísticas de Realidade Virtual, Aumentada e Estendida

Autores

  • Fernando Firmino da Silva Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

DOI:

https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27848

Palavras-chave:

Áudio imersivo, Jornalismo Imersivo, Narrativas, Realidade Virtual, Audio binaural

Resumo

A última década consolidou o conceito de jornalismo imersivo com as narrativas em Realidade Virtual, Aumentada, Estendida e em 360 Graus, que tiveram seu ápice com a popularização dos óculos de RV e as produções nas organizações jornalísticas como Globo, Folha de S. Paulo, Vice, The Guardian, The New York Times, El País. A análise dessas produções tem se concentrado no aspecto imagético e esférico das narrativas como característica proeminente. Entretanto, o áudio imersivo é um elemento central na percepção do storytelling do jornalismo imersivo e pretendemos explorar essa dimensão no artigo. A metodologia inclui discussão teórico-conceitual e pesquisa exploratória de narrativas em áudio imersivo em casos ilustrativos. Os resultados indicam a incipiência do uso do recurso nas produções e a escassez de abordagem na literatura nos 12 anos de pesquisa sobre jornalismo imersivo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Firmino da Silva, Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba. Professor do Curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Jornalismo e Mobilidade - (MOBJOR/UEPB/CNPq).

Referências

ARONSON-RATH, Raney; MILWARD, James; OWEN, Taylor; PITT, Fergus. Virtual Reality Journalism.Tow Center for Digital Journalism. 2015. Disponível em https://www.gitbook.com/book/towcenter/virtual-reality-journalism/details.Acesso em 20 nov. 2015.

BIOCCA, F. Virtual Reality Technology: A Tutorial. Journal of Communication, v. 42, n. 4, p. 23-72, 1992.

COSTA, Luciano; BRASIL, Antonio. Realidade virtual: inovação técnica e narrativa no jornalismo imersivo. Contemporanea, v.15, n.01,jan-abr 2017, p. 141-161.

DE GRACIA, MaríaJosé Benítez; HERRERA DAMAS, Susana. Inmersión del espectador en el reportaje en 360o. Análisis comparativo de “En la piel de un refugiado” y “Fukushima, vidas contaminadas”. Doxa Comunicación, n. 26, p. 191– 210, 2018.

DE LA PEÑA, Nonny et al. Immersive Journalism: Immersive Virtual Reality for the First-Person Experience of News. In: Presence: Teleoperators and Virtual Environments, v. 19. n. 4, , p. 291-301, 2010.

DOMÍNGUEZ-MARTÍN, Eva. Periodismo inmersivo o cómo la realidad virtual y el videojuego influyen en la interfaz e interactividad del relato de actualidad. El profesional de la información, v. 24, n. 4, pp. 413-423, 2015.

DOWLING, David O.; MILLER, Kyle J. Immersive Audio Storytelling: Podcasting and Serial Documentary in the Digital Publishing Industry. Journal of Radio &Audio Media, v. 26, n.1, p. 167-184, 2019. Disponível em https://doi.org/10.1080/19376529.2018.1509218 acesso em 18 ago. 2021.

FONSECA, Adalton dos Anjos. A imersão como categoria estruturante e indutora de inovações no jornalismo em redes digitais. 2020. Orientador: Suzana Oliveira Barbosa. 475 f. Tese de doutorado em comunicação. Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2020.

FONSECA, Adalton; LIMA, Luciellen; BARBOSA, Suzana. Jornalismo Imersivo: Dez anos de pesquisa e produções. International Journal on Stereo & Immersive Media, v. 3, n. 1, p. 72-89, 2020. Disponível em https://revistas.ulusofona.pt/index.php/stereo/article/view/7188 acesso em 20 jun. 2020.

GIBSON, J. J. The Ecological Approach To Visual Perception. Boston: Houghton-Mi in, 1979.

LÓPEZ HIDALGO, A.; MÉNDEZ MAJUELOS, I.; OLIVARES-GARCÍA, F.J. El declive del periodismo inmersivo en España a partir de 2018. Revista Latina de Comunicación Social,v. 80, p. 15-27, v. Disponível em DOI:https://doi.org/10.4185/RLCS-2022-1536. acesso em 10 mar. 2022.

LONGHI, Raquel.Narrativas imersivas no ciberjornalismo. Entre interfaces e Realidade Virtual. Rizoma, Santa Cruz do Sul, v. 5, n. 2, p. 224, dez. 2017. Disponível em: https://bit.ly/2Sjj3oU. Acesso em 19.jul.2019.

MELO, Rostand de Albuquerque; MENEZES, Antonio Simões. Realidade Virtual em 360º e Inovação: Potencialidades e ausências nos portais Correio 24 horas e NE10. Revista Mídia e Cotidiano, v. 14, n. 3, p.219-242, set./dez. de 2020. Disponível em https://periodicos.uff.br/midiaecotidiano/article/view/38738/26181 acesso em 22 fev. 2022.

PAIVA, Ana Sofia; MORAIS, Ricardo. A vingança do áudio: o despertar do som binaural na era dos podcasts e das narrativas radiofónicas. Media & Jornalismo, v.20,n. 36, 2020,p. 129-151. Disponível em https://impactum-journals.uc.pt/mj/article/view/2183-5462_36_7/6535 acesso em 20 jul. 2021.

PAVLIK, John. Journalism in the Age of Virtual Reality: How Experiential Media Are Transforming News. New York: Columbia University Press, 2019. Livro eletrônico.

ROCHA, Giovanni Guizzo da. Representação virtual jornalística: proposta de matriz para análise de conteúdos jornalísticos em realidade virtual. Orientador: André Fagundes Pase. 276f. Tese de doutorado apresentada a Escola de Comunicação, Artes e Design da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), 2020.

ROGINSKA, Agnieszka; GELUSO, Paul.Immersive Sound. The Art and Science of Binaural and Multi-Channel Audio.Routledge, 2018.

SANTOS, Márcio Carneiro dos. Narrativas e desenvolvimento de conteúdo imersivo: aplicação de sistemas bi e multissensoriais de realidade virtual no jornalismo.Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. v. 42, n. 3, p. 113-150, 2019. Disponível em: https://bit.ly/2VKCoDk. Acesso em 08.jan.2020.

SCOLARI, Carlos. This is the end: as intermináveis discussões sobre o fim da televisão. In: CARLÓN, Mario e FECHINE, Yvana (org.). O fim da televisão. Universidade Federal de Pernambuco: Editora UFPE, 2014.

SILVA, Fernando Firmino da. Realidade Virtual no Jornalismo:Tensionamento Conceitual e Curva de Oscilação. Intercom: 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Curitiba (PR), 2017. Disponível em: < https://bit.ly/31IQgS7 >. Acesso em 18. ago. 2021.

SILVA, Fernando Firmino da; CUNHA, Rodrigo do Espírito Santo da; RODRIGUES, Ligia Coeli Silva. Repercussões do “Jornalismo Imersivo” no Brasil: mapeamento teórico e prático de pesquisas. 18º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo. SBPJOR, 2020. Disponível em http://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2020/paper/viewFile/2622/1427 acesso em 20 fev. 2022.

STEUER, J. De ning Virtual Reality: Dimensions Determining Telepresence. Journal of Communication, v.42, n. 4, p. 73-93, 1993.

VIANA, Luana. Áudio imersivo em podcasts: o recurso binaural na construção de narrativas ficcionais. Estudos em Jornalismo e Mídia,v. 17,n. 2,p. 90-101, jul/dez de 2020.

VICENTE, Eduardo. A grande novidade do rádio na internet é o...áudio! Rumores. v.15, n. 29,p.277-299,jan-jun, 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Silva, F. F. da. (2022). Áudio imersivo em narrativas jornalísticas de Realidade Virtual, Aumentada e Estendida. Revista Eco-Pós, 25(1), 180–197. https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27848