Vote50Capas:

Associações entre ideologias políticas e gosto musical na guerra cultural

Autores

  • Bruno Pedrosa Nogueira Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

DOI:

https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27675

Palavras-chave:

Música, Consumo, Comunicação Política

Resumo

A proposta deste artigo é apresentar e analisar como as guerras culturais tomam formas em práticas comunicacionais nas redes sociais, a partir de um perfil no aplicativo do Instagram. Apesar de se tratar de uma ferramenta para publicação de fotos, ela se torna a intermediária nos diálogos entre afirmações de gosto musical e valores morais, impulsionados pela participação política. Para esta análise são apresentadas referências que tratam de consumo, cultura, gêneros musicais e participação cidadã; associadas a uma entrevista com os mantenedores do perfil, junto a uma reflexão acerca dos artistas selecionados para representar o candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Pedrosa Nogueira, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea pela UFBA, com Pós-Doutorado em Comunicação Social pela UFPE. É professor adjunto do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal de Pernambuco. É líder do Grupo de Pesquisas em Políticas Culturais, cadastrado no CNPq.

Referências

AMARAL, Adriana; SOUZA, Rosana Vieira; MONTEIRO, Camila. “De westeros no #vemprarua à shippagem do beijo gay na TV brasileira”. Ativismo de fãs: conceitos, resistências e práticas na cultura digital. Galáxia, n. 29, jun. 2015, p. 141-154.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1987.

BROUGH, Melissa; SHRESTOVA, Sangita. Fandom meets activism: Rethinking civic and political participation. Transformative Works and Cultures. v. 10, janeiro2012, p. 1-27.

CANCLINI, Néstor. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro. Editora UFRJ, 1997.

FABBRI, Franco. Uma teoria dos gêneros musicais: duas aplicações. Revista Vórtex, v.5, n.3, dezembro, 2017, p. 1-31.

FALCÃO, Lucas. Entrevista concedida a Bruno Pedrosa Nogueira. E-mail. Pernambuco, 7 mar. 2021.

FRITH, Simon. Performing Rites: on the value of popular music. Cambridge/Massachusett: Harvard University Press, 1998.

HENNION, Antoine. Music Lovers. Taste as Performance. Theory, Culture, Society, v. 18, n. 5, dezembro 2001, p.1-22.

HERSCHMANN, Micael. Das Cenas e Circuitos às Territorialidades. Logos, v. 25, n.1, junho 2012, p. 134-137.

HUNTER, James. Culture wars: the struggle to define America. Nova York: Basic Books, 1991.

JANOTTI JÚNIOR, Jeder. À procura da batida perfeita: a importância do gênero musical para a análise da música popular massiva. Revista Eco-Pós, v. 6, n.2, agosto-dezembro 2003, pp.31-46.

KONDO, Gus. Entrevista concedida a Bruno Pedrosa Nogueira. E-mail. Pernambuco, 7 mar. 2021.

LAKOFF, George. Moral politics: what conservatives know that liberals don’t. Chicago:

University of Chicago Press, 1996.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Ofício de cartógrafo: Travessias latino-americanas da comunicação na cultura. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

NOGUEIRA, Bruno. Ok computer: novas práticas sociais na indústria fonográfica geradas pela Internet. Dissertação de mestrado defendida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, 2008, 100f.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2011.

RUBIM, Antônio. Cultura e Políticas Culturais. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2011.

SANTOS, Boaventura. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Leya, 2013.

SANTOS, Frederico. O que se entende por Retórica da Guerra Cultural?.Domínios da Lingu@gem, vol. 15, n. 1, jan./mar., 2021, p. 180-227.

SAYURI, Juliana. O que é ‘guerra cultural’. E por que a expressão está em alta. Nexo. 10 de mar. 2019. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2019/03/10/O-que-é-‘guerra-cultural’.-E-por-que-a- expressão-está-em-alta. Acesso em: abril. 2021.

SOTO, Cecília; CANEDO, Daniele; OLIVEIRA, Gleise; SALGADO, Júlia. Políticas públicas de cultura: os mecanismos de participação social. RUBIM, Antônio (Org). Políticas Culturais no governo Lula. Bahia: Edufba, 2010, p. 25-48.

TAVARES, Márcio. Guerra cultural: das origens a Bolsonaro. RUBIM, Antônio; TAVARES, Márcio (org.). Cultura política no Brasil atual. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2021, p. 57-77.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Nogueira, B. P. (2022). Vote50Capas: : Associações entre ideologias políticas e gosto musical na guerra cultural. Revista Eco-Pós, 25(1), 342–360. https://doi.org/10.29146/ecops.v25i1.27675