Uníssono e Balbúrdia: Sonoridades de protestos e manifestações políticas de rua no Brasil

Autores

  • Pedro Silva Marra Departamento de Comunicação Social - Universidade Federal do Espírito Santo
  • Ana Beatriz Moreto do Vale Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.29146/eco-pos.v23i1.27445

Resumo

Este artigo propõe-se a estudar a sonoridade das manifestações, protestos e comícios políticos no Brasil entre 2013 e 2019, sobretudo aqueles contrários ao Impeachment da presidenta Dilma Rouseff, à Reforma da Previdência, a Pec do teto de gastos e ao candidato eleito Jair Bolsonaro, convocados na internet, por meio da hashtag #elenão, durante a campanha eleitoral presidencial de 2018. Para tanto, escuta a sonoridade da balbúrdia e o do uníssono, encontrados com muita frequência nesses eventos. Por meio das vibrações audíveis produzidas em um protesto ou comício, partidos políticos e movimentos sociais buscam divulgar e conquistar adeptos, mas também mostrar poder e relevância a partir do número de correligionários que conseguem reunir no espaço público. Mostramos como cada uma dessas sonoridades cristaliza em vibrações sonoras as propostas, demandas e questões levantadas por cada uma das ações políticas nas ruas, fornecendo, portanto, sonoridades síntese de questões políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIRDSALL. Carolyn. Nazi Soundscapes. Sound, Technology and Urban Spaces in Germany, 1993-1945. Amsterdam: Amsterdam University Press, 2012.

BULL, Michael. Sound moves: IPod culture and Urban Experience. New York: Routledge, 2007.

BUTLER, Judith. Corpos Políticos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembléia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

DAUGHTRY, Martin. Thanatosonics: ontologies of acoustic violence. In: Social Text, v. 119, 32, n. 2, p. 25-51, 2014.

__________________. Listening to War: Sound, music, trauma and survival in Wartime Iraq. Nova Iorque: Oxford University Press, 2015.

DENORA, Tia. Music in everyday life. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

FELD, Steven. Sound Structure as Social Structure. In: Ethnolusicology, v.28, n.3, p. 383-409, sep. 1984.

HARDT, Michael; NEGRI, Antônio. Multidão. Guerra e democracia na era do Império. Rio de Janeiro, São Paulo: Editora Record, 2005

LABELLE, Brandon. Sonic Agency. Sound and emergente forms of resistence. London: Goldsmiths Press, 2018.

MARRA, Pedro Silva. Vou ficar de arquibancada pra sentir mais emoção: Técnicas sônicas nas dinâmicas de produção de partidas de futebol do Clube Atlético Mineiro. 2016. 203f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universidade Federal Fluminense, Instituto de Arte e Comunicação Social, Niterói, 2016.

MAZER, Dulce, et. al. O estudo das sonoridades: perspectivas e epistemologias. In.: CASTANHEIRA, José Cláudio Siqueira, et. al. Poderes do som. Florianópolis: Insular, 2020, no prelo.

MENEZES, José Eugenio de Oliveira. Rádio e cidade: vínculos sonoros. São Paulo: Annablume, 2007.

RADOVAC, Lilian. Muting Dissent: New York City’s Sound Device Ordinance and the liberalization of the public sphere. In: Radical History Review 121, pp. 32-50, Janeiro, 2015

________________. Mic Check: Occupy Wall Street and the space of audition. In: Communication and Critical/Cultural Studies 11:1, pp. 34-41, Janeiro, 2014.

SILVA, Regina Helena Alves e ZIVIANI, Paula. Apresentação. In: SILVA, Regina Helena Alves (org.) Ruas e redes: Dinâmicas dos protestos BR. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

TAGG, Philip. Subjectivity and Soundscape, Motorbikes and Music. In: JÄRVILUOMA, Helmi (org). Soundscapes. Essays on Vroom and Moo. Tampere: Department of Folk Tradition, 1994

THOMPSON, E. P. Customs in common: Studies in traditional popular culture. Londres: Penguin Books, 1993

VALE, Ana Beatriz Moreto. Marcas audíveis do gesto político: contornos sócio-sonoros das carreatas eleitorais. In.: CASTANHEIRA, José Cláudio Siqueira, et. al. Poderes do som. Florianópolis: Insular, 2020, no prelo.

WISNIK, José Miguel. O som e o sentido: uma outra história das músicas. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

Downloads

Publicado

2020-08-08

Como Citar

Marra, P. S., & do Vale, A. B. M. (2020). Uníssono e Balbúrdia: Sonoridades de protestos e manifestações políticas de rua no Brasil. Revista Eco-Pós, 23(1), 317–339. https://doi.org/10.29146/eco-pos.v23i1.27445