A comunicação como aventura solipsística: sobre a “nova teoria” de Ciro Marcondes Filho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29146/eco-pos.v23i3.27433

Resumo

Ciro Marcondes Filho gabaritou-se para propor uma “nova teoria” e, assim, tentar refundar os estudos de comunicação com trajetória de significativas contribuições à análise dos fenômenos de mídia. O presente estudo relata e examina em atitude ao mesmo tempo sistemática e crítica sua iniciativa. A conclusão é a de que, em vez de oferecer à teoria da comunicação um arcabouço conceitual para melhor esclarecer e, talvez, ajudar a desenvolver a pesquisa, seu empreendimento filosófico se esgota na pregação de uma doutrina de forte acento solipsístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Rüdiger, Pontifícia Universidade Católica e Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil

Doutor em ciências sociais pela Universidade de São Paulo, mestre em filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisa Científica. Publicou recentemente "Síntese de história da publicística - estágios reflexivos da ciência da comunicação pública alemã"  (2019) e "Origens do pensamento acadêmico em jornalismo - Alemanha, União Soviética e Japão" (2017).

Referências

DEWEY, John. Experiência e natureza. Os Pensadores, volume XL. São Paulo: Abril [1915] 1974.

KANT, Immanuel. Crítica da faculdade do juízo. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, [1790] 1983.

MARCONDES, Ciro. Comunicologia ou mediologia? São Paulo: Paulus, 2018.

MARCONDES, Ciro. De como a comunicação choca, revela, nos traz de volta ao mundo. In E-Compós, Brasília, v. 18, n.1, p. 1-12, 2015.

MARCONDES, Ciro. A nova forma de pesquisar a comunicação. In FRANÇA, V. et al. (orgs.): Teorias da comunicação no Brasil. Salvador: Edufba, 2014a.

MARCONDES, Ciro (org.). Dicionário de Comunicação. 2a. ed. São Paulo: Paulos, 2014b.

MARCONDES, Ciro. O rosto e a máquina. Nova Teoria da Comunicação, volume I. São Paulo: Paulus, 2013.

MARCONDES, Ciro. Por que a Nova Teoria é uma forma diferente de se pesquisar o jornalismo. In Revista Famecos, Porto Alegre, v. 19, n. 3, p. 759-774, 2012.

MARCONDES, Ciro. O princípio da razão durante: o conceito de comunicação e a epistemologia metapórica. Nova Teoria da Comunicação, volume III, tomo V. São Paulo: Paulus, 2010a.

MARCONDES, Ciro. O princípio da razão durante: comunicação para os antigos, a fenomenologia e o bergsonismo. Nova Teoria da Comunicação, volume III, tomo I. São Paulo: Paulus, 2010b.

MARCONDES, Ciro (org.). Transporizações. São Paulo: ECA/Filocom, 2010.

MARCONDES, Ciro. Até hoje ainda não começamos a estudar a comunicação. In Communicare, São Paulo, v. 9, n.1, p. 33-40, 2009.

MARCONDES, Ciro. Comunicação, uma ciência inexata e, contudo, rigorosa. In CASTRO, G. et al. (orgs): Os saberes da comunicação. Brasília: Casa das Musas, 2008.

MARCONDES, Ciro. Até que ponto, de fato, nos comunicamos? São Paulo: Paulus, 2007.

MARCONDES, Ciro. O escavador de silêncios. Nova Teoria da Comunicação volume II. São Paulo: Paulus, 2004.

MARCONDES, Ciro. Cenários do novo mundo. São Paulo: NTC, 1998.

MARCONDES, Ciro (org.). Pensar, pulsar. São Paulo: NTC/Brazil, 1996.

MARCONDES, Ciro. O capítula da notícia. São Paulo: Ática, 1986.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Tractatus logico-philosophicus. São Paulo: Nacional, [1921] 1968.

Downloads

Publicado

2020-12-24

Como Citar

Rüdiger, F. (2020). A comunicação como aventura solipsística: sobre a “nova teoria” de Ciro Marcondes Filho. Revista Eco-Pós, 23(3), 253–277. https://doi.org/10.29146/eco-pos.v23i3.27433