Menos Estigma, Pouco Aprofundamento: Uma Análise de Enquadramento Noticioso sobre o Direito ao Aborto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29146/ecopos.v24i1.27609

Resumo

O artigo discute o enquadramento noticioso sobre a pauta do aborto no Brasil em 85 notícias publicadas ao longo de 2019 em quatro sites: Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Huffpost Brasil e Nexo Jornal. Aplicando o método de análise de enquadramento com variáveis baseadas em Semetko e Valkenburg (2000) e Iyengar (1990), busca-se responder à seguinte questão: quais os enquadramentos predominantes na cobertura noticiosa sobre a temática do aborto em portais jornalísticos tradicionais e nativos digitais no Brasil em 2019? Os resultados apontam para uma cobertura majoritariamente favorável ou neutra sobre o tema, porém ainda “Episódica”, ou seja, com pouco espaço para aprofundamento. As matérias recorrem principalmente a fontes políticas, ativistas pró-aborto e, em menor número, religiosas. As publicações avançam no sentido de tratar a questão sob o frame da responsabilidade e das consequências econômicas e sociais, mas também é significativa a presença dos de moralidade e conflito.                                          

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciane Leopoldo Belin, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Comunicação pelo PPGCOM/UFPR, na linha de pesquisa em Comunicação e Política, jornalista e mestra também pela UFPR. Membro do grupo de pesquisa “Comunicação e participação política” (COMPA). Bolsista CAPES.

Carla Candida Rizzotto, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Comunicação pela Universidade Tuiuti do Paraná. Professora do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Membro do grupo de pesquisa “Comunicação e participação política” (COMPA).

Referências

DINIZ, Debora; MEDEIROS, Marcelo; MADEIRO, Alberto. Pesquisa nacional de aborto 2016. Revista Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, fev/ 2017. Disponível em: <https://bit.ly/2BXRtK9>. Acesso em: 17/08/2020

___________. CASTRO, Rosana. O comércio de medicamentos de gênero na mídia impressa brasileira: misoprostol e mulheres. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 27(1):94-102, jan, 2011

FONTES, Maria Lucineide Andrade Fontes. O enquadramento do aborto na mídia impressa brasileira nas eleições 2010: a exclusão da saúde pública do debate. Ciência & Saúde Coletiva, 17(7):1805-1812, 2012.

IYENGAR, Shanto. The accessibility bias in politics: television news and public opinion. International Journal of Public Opinion Research, Vol 2, Nº 1, 1990.

LUNA, Naara. Morte por aborto clandestino na imprensa: Jandira, Elizângela e Operação Herodes. Estudos Feministas, Florianópolis, 25(3): 530, set-dez/2017. http://dx.doi.org/10.1590/1806-9584.2017v25n3p1159.

MANTOVANI, Denise. Mídia e estereótipos: as representações da diversidade social no discurso jornalístico. IN: MARQUES, Danusa. REZENDE, Daniela. MANO, Maira K. SARMENTO, Rayza. FREITAS, Viviane G. (org). Feminismos em Rede. Porto Alegre: Zouk, 2019.

_________. O aborto e as eleições de 2010: o papel do jornalismo na definição de discursos conservadores. IN: BIROLI, Flávia. MIGUEL, Luis Felipe. (orgs) Aborto e Democracia. São Paulo: Alameda, 2016.

MELO, Jacira. “A polêmica do aborto na imprensa”. Revista Estudos Feministas, v. 5, n. 2, p. 406-412, 1997.

MENDONÇA, Ricardo Fabrino. SIMÕES, Paula Guimarães. Enquadramento: Diferentes operacionalizações analíticas de um conceito Revista Brasileira de Ciências Sociais. Vol. 27, nº 79. Junho de 2012.

MIGUEL, Luis Felipe. O direito ao aborto como questão política. IN: BIROLI, Flávia. MIGUEL, Luis Felipe. (orgs) Aborto e Democracia. São Paulo: Alameda, 2016.

PINHO, Andrea Azevedo. O debate sobre o aborto no Brasil: enquadramentos midiáticos, conseqüências políticas. Monografia (Graduação em Ciência Política) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008. IN: MIGUEL, Luis Felipe. Aborto e democracia. Estudos Feministas, Florianópolis, 20(3): 384, set-dez/2012

RIZZOTTO, Carla C., BELIN, Luciane L. Debate além da fronteira: características deliberativas da conversação de brasileiros sobre a [não] descriminalização do aborto na Argentina. Anais do 8º Encontro da Compolítica, Brasília, 2019.

SANTOS, Marli. MATEOS, Jéssica Oliveira Collado. Mulheres no jornalismo contemporâneo: desafios das tecnologias digitais. Comunicação & Inovação, PPGCOM/USCS. v.20, n. 42 [124-143] jan-abr 2019

SARMENTO, Rayza. Feminismos e Comunicação: feminismo, mídia e política. IN: MARQUES, Danusa. REZENDE, Daniela. MANO, Maira K. SARMENTO, Rayza. FREITAS, Viviane G. (org). Feminismos em Rede. Porto Alegre: Zouk, 2019.

SEMETKO, Holli. VALKENBURG, Patti. Framing European politics: a content analysis of press and television news. Journal of Communication, Vol. 50, Issue 2, Jun. 2000, pg. 93-109.

SILVA, Paulo F. A batalha das biografias na arena midiática da democracia: uma análise de enquadramento da deliberação mediada jornalística. 2017. Dissertação (Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação) - Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

2021-09-14

Como Citar

Belin, L. L., & Rizzotto, C. C. (2021). Menos Estigma, Pouco Aprofundamento: Uma Análise de Enquadramento Noticioso sobre o Direito ao Aborto. Revista Eco-Pós, 24(1), 159–187. https://doi.org/10.29146/ecopos.v24i1.27609