Um olhar sobre a pele Almodóvar

Autores

  • Wilton Garcia Fatec-Itaquá / Uniso

DOI:

https://doi.org/10.29146/eco-pos.v19i3.1954

Resumo

Este texto, escrito em forma de ensaio, introduz um olhar sobre o filme La Piel que Habito (2011), de Pedro Almodóvar, na expectativa de discutir determinadas categorias discursivas -- experiência e subjetividade -- como produção de conhecimento. O percurso metodológico, aqui, constitui-se a partir da investigação de sujeitos, objetos e respectivos contextos inscritos por estudos contemporâneos do cinema; muito embora não se privilegie uma cena específica, de fato. Um mix de informações ressignifica os códigos (hiper)midiáticos. Como resultado, o cineasta assina uma poética da diferença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilton Garcia, Fatec-Itaquá / Uniso

Artista visual, Doutor em Comunicação pela ECA/USP e Pós-Doutor em Multimeios pelo IA/UNICAMP. Professor da Fatec-Itaquaquecetuba/SP e do Mestrado em Comunicação e Cultura da Uniso. Autor do livro "Feito aos poucos_anotações de blog" (2013), entre outros.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Vida para o consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

CANCLINI, Néstor Garcia. Leitores, espectadores e internautas. São Paulo: Iluminuras, 2008.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 1992.

HUTCHEON, Linda. Teoria e política da ironia. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000.

JONQUET, Thierry. Tarântula. Rio de Janeiro: Record, 2011.

LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. 6.ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.

METZ, Cristian. A significação no cinema. São Paulo: Perspectiva, 1972.

MOREIRAS, Alberto. A exaustão da diferença: a política dos estudos culturais latino-americanos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001.

NAGIB, Lucia, PERRIAM, Chris, DUDRAH, Rajinder (Eds.). Theorizing world cinema. London/New York: IB Tauris, 2011.

ORTEGA, Francisco. Corporeidade e biotecnologias: uma crítica fenomenológica da construção do corpo pelo construtivismo e pela tecnobiomedicina. Revista Ciência & saúde coletiva, 12(2): p. 381-388, 2007.

OTT, Brian L. The visceral politics of V for Vendetta: on political affect in Cinema. Critical studies in media communication, 27:1, p. 39-54, 2010.

PEIXOTO, Nelson Brissac. Ver o invisível: a ética das imagens. In: NOVAES, Adauto (Org.). Ética: vários autores. São Paulo: Cia das Letras, 2007. p. 425-453

RAMOS, Fernão (Org.). Teoria contemporânea do cinema. São Paulo: SENAC, 2005.

SANTOS, Rick J. PoÉtica da diferença: um olhar queer. São Paulo: Factash, 2014.

SANTOS, Fabiana Crispino. Almodóvar: intertextualidade, retroserialidade e autoria1. São Paulo: Anais da XVI Encontro da Socine, p. 208-2016, 2012.

SEDGWICK, E. K. Touching feeling: affect, pedagogy, performativity. Durham, N.C.: Duke University Press, 2003.

SILVA, Wilson Honório. A poética do desejo: o cinema de Pedro Almodóvar na transição espanhola. [dissertação. de mestrado] na ECA/USP, 1998.

STAM, R. Introdução à teoria do cinema. Campinas: Papirus, 2003.

VIEIRA, João Luiz. Alair Gomes, Djalma batista e Pedro Almodóvar: o circuito do desejo. In: Wilton Garcia. (Org.). Corpo & arte. São Paulo: Nojosa Edições, 2005, p. 91-104.

VILLAÇA, Nizia. A edição do corpo: tecnociência, artes e moda. São Paulo: Estação das Letras, 2007.

XAVIER, Ismail. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. 4. ed. São Paulo: Paz & Terra, 2008.

Filmografia

La Piel que Habito. Direção: Pedro Almodóvar. Espanha, 2011, colorido, 35mm, 120 min.

Downloads

Publicado

2016-12-23

Como Citar

Garcia, W. (2016). Um olhar sobre a pele Almodóvar. Revista Eco-Pós, 19(3), 240–253. https://doi.org/10.29146/eco-pos.v19i3.1954

Edição

Seção

Perspectivas